DO MEU E DO OUTRO

 

DO MEU E DO OUTRO

 

Essa ação tem como proposta imprimir uma série de contatos corporais, moldando a mistura dos corpos reagindo uns sobre os outros. Ficaram gravados em uma massa gelatinosa e atóxica,  toques, efêmeros afetos, gestos, linhas epidérmicas… A principal intenção desta ação é aproximar as  pessoas fisicamente e  mantê-las em contato com o corpo do outro num instante prolongado no tempo, criando novos modos de encaixe e de percepções na relação entre corpos. Numa experiência sutil de empatia e cuidado.

Essa ação foi apresentada nos Jardins do MAM no Rio de Janeiro numa mostra que homenageava Frederico de Morais e os Domingos da Criação, no intuito de recuperar a historia dos eventos participativos organizado por ele no MAM RJ em 1971, além de propor ações contemporâneas que dialogassem com tais eventos.

 

Posteriormente, essa ação também foi apresentada na Galeria TAC e no Solar dos Abacaxis a convite do curador Bernardo Mosqueira. Foi proposta junto ao educativo da exposição Queermuseu no Parque Lage, a convite de Ulisses Carrilho.

 

Também fez parte do Evento Performativo Prazer e Poder, a convite de Suzana Guardado e participou da Ativação do Penetrável  Rosthalandia, de Helio Oiticica, no Studio OM.Art  no Rio de Janeiro em 2018.

 

Categories